O corpo de toda a região se movimenta no Festival de Dança de Paranavaí

Disse a dançarina e coreógrafa Martha Graham que a dança é a linguagem oculta da alma. Talvez visando isso, talvez apenas sentindo (como se sente a própria dança), a Gerente de Desenvolvimento Cultural de Paranavaí, Talise Schneider há seis anos, após o 1º fórum de Cultura de Paranavaí, teve a ideia de criar uma Mostra de Dança na cidade.

A ideia vingou e em 2012 a Mostra virou um Festival que já está em sua 6ª edição e movimenta artistas daqui da região. “Nós queremos prestigiar e valorizar o trabalho desenvolvido pelos que se dedicam à dança; Estimular a prática e o crescimento dessa arte, como um importante meio de expressão cultural”, defende Talise. Afinal, por algum motivo a população não parece ter muito contato com o tema. Afinal, diga, quantos espetáculos de dança você viu esse mês? “Nos deparamos com uma realidade na qual as pessoas tendem a enxergar a arte - qualquer arte - como algo menor”, comenta Talise, “é complicado, falta valorização”.

A dança contemporânea talvez tenha vindo para mudar esse cenário, abrindo os olhos do público para a relação entre dança, performance, texto, teatro. De uma forma mais explícita, essa vertente pode estar despertando a sociedade moderna para a arte que a essência da dança sempre carregou: A habilidade de deixar o corpo contar uma história.

Em resumo, apesar do acesso ainda ser pequeno, há sim o que se comemorar. “O Festival foi o primeiro passo para transformar a cidade em referência regional de dança”, conta a produtora. “Na região temos muitos grupos de dança, cada um com uma linguagem diferente, o problema é que cada um realiza seu espetáculo e pronto, não a interação. Com esse evento conseguimos promover a troca, o contato entre profissionais da dança. Muitos grupos se juntam aleatoriamente para o festival e acabam ensaiando o ano todo”, comemora.

Esse ano o Festival começa dia 14, quinta-feira e vai até sábado, 16 de Maio, no Teatro Municipal Dr. Altino Afonso Costa. A programação inclui espetáculos, workshops e batalhas entre grupos. Além da produção local, o evento aguarda artistas de Londrina, Maringá, Sarandi e Cianorte. Mais detalhes sobre o evento no site da Fundação Cultural: http://paranavaicidadepoesia.com.br/