5 shows gringos para não perder até o fim do ano

Em começo de mês é até perigoso se deparar com um texto como este. Então, já quero deixar avisado de antemão que o Rock. não se responsabiliza por qualquer ato impensado e no calor do momento, como entrar no Ingressos.com e comprar o passaporte ou uma simples pista para um destes shows imperdíveis que chegam no Brasil nos próximos meses. Pense bem quando for gastar seu suado salário, mas não pense muito não, porque né, a gente também não pode se privar de experiências promissoras. Ainda mais em se tratando do time de artistas listados abaixo, ou que nunca pisou no Brasil ou não cola por aqui faz um bom tempo.

Se estiver com os boletos em dia, o Rock. sugere com entusiasmo que você vá a um destes shows:
 

Mark Lanegan

08/09 - SP

Lanegan ganhou notoriedade como vocalista da Screaming Trees, uma das bandas precursoras da cena grunge de Seattle, engatando logo na sequência o projeto conceitual Mad Season, cuja formação contava com integrantes do Pearl Jam e Alice in Chains. Depois, Lanegan seguiu em carreira solo, e o que mais impressiona, além das composições cheias de personalidade, é a voz única e marcante deste cara. Numa trajetória repleta de parcerias bem legais, de PJ Harvey a Queens of the Stone Age, aos 53 anos de idade, Mark Lanegan já se posiciona como um ícone do rock. Seu show promete demais.
 

 

Killing Joke

23/09 - SP

Controversa, a banda Killing Joke é um dos grandes nomes do pós-punk britânico. Formada no final dos anos 70, o som foi influência para cânones, de Metallica a Nirvana. O Killing Joke se reinventava a cada lançamento de álbum, parece que sempre com a intenção de desviar de rótulos que eram impostos pela mídia. Iam do punk, transitavam pelo Heavy Metal e New Wave num estalar de dedos, sem falar dos comportamentos polêmicos e declarações que minaram algumas oportunidades da banda. Após cancelar várias turnês no Brasil, os caras chegam por aqui em setembro com a formação original.

 

Nick Cave and the Bad Seeds

14/10 - SP

Podemos afirmar que Nick Cave é um dos maiores artistas vivos? Podemos. De discos memoráveis a trilhas sonoras impecáveis para alguns filmes, não há nada que este cara não toca que não seja minimamente interessante. Com mais de 15 discos de estúdio, é muito animador notar que Cave and the Bad Seeds está em sua melhor fase na carreira. Do punk, passando pelo gótico, para um som muito mais autoral e alternativo, o show em SP promete relembrar grandes clássicos – como o do vídeo abaixo – e composições atuais que levam o carimbo do grupo, já que não eles não vêm ao Brasil desde 1989 (!)

 


Death Cab for Cutie

15/11 - SP

Os hipster pira! Com todo o respeito, claro. Afinal, já passou da hora do Death Cab for Cutie ter vindo ao Brasil. O show dos caras em novembro, no tão aguardado Popload Festival, marca a estreia da banda norte-americana em solo brasileiro. Sempre com uma legião de fãs cativos, eles,ao lado dos Strokes e tantas outras formações no começo dos anos 2000, deram novos rumos para a consolidação do indie rock. O Death Cab for Cutie lança neste ano o seu 10º álbum de estúdio, intitulado “Thank You for Today”. A canção abaixo é um dos singles do disco, que vai ser lançado ainda neste mês.


L7

01/12 – SP
02/12 - Rio

E as mina? 25 anos depois do seu último show no Brasil, uma das bandas mais incríveis formada unicamente por mulheres, o L7, está de volta para dois shows. Às integrantes é creditada a liderança do movimento feminista do Riot Grrrl no início dos anos 1990, que fez eclodir e garantir visibilidade a outras bandas com integrantes femininas, como é o caso do The Breeders e o Hole, posteriormente. Com uma presença de palco cheia de energia, o show de Donita Sparks e trupe deve pegar fogo. No bom sentido, tá loko.

Pra encerrar esse post, segura esse hino do rock n’ roll.