Giro do Buda: Amarante, Tarantino, Stranger Things e Planet Hemp

Pra deixar os leitores antenados no que tá rolando no mundo cultural/artístico, o blog inicia a série mensal “Giro do Buda”. Além de resumir algumas novidades da cena, aproveitamos para fazer sugestões do que ler, ouvir, assistir... enfim, como passar o tempo com algo que valha a pena no fim das contas.

Preparados? Então, apertem os cintos e bora dar um rolê!


Brasil no Emmy

É muito louco como os brasileiros conseguem marcar presença em festa de gringo. Só em 2016, estivemos no Oscar, Globo de Ouro, em Cannes e agora tem Brasil representando no Emmy, a principal premiação da TV norte-americana. Pra variar (e com merecimento), “Game of Thrones” foi a série mais indicada, com total de 23 nomeações, seguida de perto por “The People vs. O.J. Simpson: American Crime Story”, que recebeu 22. O músico Rodrigo Amarante, integrante do Los Hermanos, recebeu 1 indicação na categoria “Melhor Tema de Abertura” com a canção “Tuyo”, que escreveu especialmente para a série “Narcos”. E nem vou comentar a sacanagem de Wagner Moura ter ficado de fora... Os vencedores do Emmy serão anunciados no dia 18 de setembro. Pra ouvir a música na íntegra, só dar o play.

 

Stranger Things

O seu feed de notícias no Facebook também foi invadido com posts de amigos falando da nova série do Netflix, “Stranger Things”? É, o feed do Buda também, e olha, essa comoção que tomou conta de geral não foi à toa: sem dúvidas, essa é uma das melhores séries com assinada pelo canal. Que agradável surpresa! Para quem não sabe, a trama é sobre uma turma de adolescentes que tentam descobrir o paradeiro de um amigo que desapareceu. As referências aos anos 1980 são a cereja do bolo. De Spielberg a Stephen King, a série ressuscita aquele tom saudosista gostoso e faz homenagens a “Goonies”, “Conta Comigo” e outros clássicos daquela década. Vai estar frio no final de semana e “Stranger Things” só tem 8 episódios, tá permitido maratonar.

 

Tarantino 90%

Ou se você não é “das séries” e quer curtir um filme, o Netflix disponibilizou praticamente a filmografia completa do cineasta Quentin Tarantino, o favorito de muita gente. “Praticamente” porque está faltando o excelente “À Prova de Morte” (2007). Mas fora esse, tem todos os filmes do diretor no catálogo, inclusive o seu último, “Os Oito Odiados”, faroeste muito louco que faz uma alusão interessante à história dos Estados Unidos e, bem como ela, banhado a muito sangue. Dá uma conferida no trailer:

 

Planet Hemp de volta! Nas telonas…

E aquele filme do Planet Hemp parece que finalmente vai sair. Intitulado “Anjos da Lapa”, o longa é dirigido por Johnny Araújo e Gustavo Bonafé e será lançado no primeiro semestre de 2017. Ainda tem tempo... A gestação do filme demorou bastante, foram 8 anos aguardando liberação de financiamento, achar patrocinadores, revisão de roteiro, conciliar agenda entre os profissionais envolvidos, encontrar locação para filmagens e todos esses obstáculos normais na hora de filmar. Mas agora vai sair do papel! O ator Ícaro Silva, que já viveu Wilson Simonal nos palcos, agora vai ser Shunk, que fundou o PH no início dos anos 1990 junto com Marcelo D2, interpretado pelo pernambucano Renato Goés. D2 participou da seleção de atores e também assina a trilha sonora de “Anjos da Lapa”. Pra matar as saudades, ouça abaixo “Porcos Fardados”, música emblemática da banda e que pode ser muito bem ajustada para os dias de hoje, não acham?


Até o próximo Giro!